Porque Usar Enzimas em Alvejantes e Detergentes em Pó para Roupas

Enzimas em Alvejantes e Detergentes em Pó para Roupas

Os produtos para higiene têxtil estão em constante evolução desde o século passado.

No inicio utilizavam-se os sabões, e já na primeira década iniciou-se formulações a base de compostos.

Na década de 30 implantou-se a cultura de sabões em pó, e a partir da década de 60 grandes fabricantes mundiais revolucionaram os produtos de ação de limpeza têxtil com aditivos que ainda são desenvolvidos e lançados rotineiramente, visando melhorar a performance em limpeza.

evolução-da-higiene-textil

Os detergentes comuns possuem como principal ativo os tensoativos iônicos, que são moléculas com dupla característica, onde uma parte de sua estrutura possui afinidade com a água sendo arrastada pela mesma, e outra afinidade com substâncias apolares, que se baseiam os principais tipos de sujeiras.

A funcionalidade do ativo de um detergente passa sobre a interação dos tensoativos com a sujeira, arrastando-a para a emulsão formada com água e posterior remoção no enxague.

Para a higienização dos tecidos, passou-se a utilizar nas formulas sequestrantes, alcalinizantes, tamponantes, dispersantes, anti-redeposintantes, auxiliares de remoção de sujeiras especificas, oxidantes (alvejantes) e as enzimas, que iremos abordar aqui.

Todos estes aditivos atuam como complemento na eficácia da remoção dos principais tipos de sujeiras e manchas que se encontram.

branco-mais-branco-que-branco

O que são enzimas?

As enzimas são conhecidas como substancias biológicas capazes de realizar transformações em substratos específicos, e o nome de cada enzima está associado à substancia ou substrato que possuem efeito.

O termo é derivado de “en” = dentro e “zima” = levedura.

Algumas enzimas consistem em duas partes – uma porção proteica, chamada apoenzima, e uma porção não proteica, chamada cofator.

No Brasil o uso das enzimas em detergentes têxteis é crescente devido à eficácia e especificidade na remoção da matéria orgânica, diminuindo o custo das lavanderias, pois necessitam de menor energia na lavagem, além de serem biodegradáveis, ecologicamente corretas, e os detergentes não são agressivos ou tóxicos aos consumidores.

Conceitos dos detergentes e alvejantes lava roupa enzimático

Como o próprio nome diz, o principio ativo mais importante e inovador são as enzimas, substâncias bioquímicas capazes de promover transformações em substâncias especificas, como proteínas, açucares, gorduras e amidos.

No processo de elaboração de um bom detergente de roupa é necessário entender os tipos de sujeiras / manchas, para posteriormente saber quais os agentes de limpeza serão aplicados em sua formulação.

Os principais tipos de sujeira são:

  • Óleos Vegetais/ Gorduras
  • Cerosas
  • Óleos / Graxas Minerais
  • Coloridas, sensíveis a Oxi-Redução
  • Amido
  • Gomas e Polímeros Naturais
  • Poeiras Inorgânicas
  • Sangue
  • Proteinas
  • Tintas e Esmaltes

Uma formulação para detergentes e alvejantes têxtil com desempenho na remoção de diversos tipos de manchas e sujeiras das roupas, terá que ter os seguintes princípios ativos:

  • Tensoativos – Responsáveis pela emulsão e interação coma parte aquosa e oleica;
  • Álcalis – Responsável pela elevação do pH e auxilio na limpeza;
  • Oxidantes – Ação como branqueador e oxidação de matérias orgânicas;
  • Enzimas – Quebra de substâncias especificas de difícil remoção por outras alternativas;
  • Solventes – Interação com sujeiras especificas.

Segundo a Resolução normativa n° 1/78 da Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), as enzimas devem ser administradas como aditivos ou coadjuvantes nas formulações dos produtos de limpeza (Saneantes). Apesar de existir uma infinidade de enzimas, são permitidas a utilização apenas das proteolíticas (Protease), lipolíticas (Lipase), Celulases e amiloliticas (Amilase).

As enzimas para detergente

As Proteases, uma das enzimas mais importantes para saneantes, atuam nas manchas de proteína orgânica como sangue e suor que tendem a aderir e fixar fortemente nas fibras têxteis. A sujeira a base de proteínas podem agir como “cola”, aderindo e evitando que o sistema de detergente dissolvido remova completamente pigmentos e sujidades da superfície do tecido.

As Amilases atuam nas sujeiras não visíveis e extremamente aderentes as fibras têxteis a base de amido. Estas sujeiras, apesar de não serem visíveis, possuem a característica de interação com outras sujidades que serão visíveis e tornar o tecido com um aspecto não desejado. As sujeiras de amidos são muitas vezes provenientes de muitos processos fabris têxteis, também pelo derramamento acidental de alimentos, bem como, podem ser contaminação do processo de passagem da roupa com agentes engomantes.

As Celulases possuem um efeito de grande valor para o têxtil, responsáveis pelo “polimento” do tecido, retirando as famosas “bolinhas” formadas por fibras celulósicas danificadas que tendem a atrair e aderir manchas. As celulases são efetivas tanto em reduzir as fibras têxteis danificadas com manchas aderidas, bem como, para evitar que as fibras se liguem a novas manchas. Sendo assim a celulases atuam na manutenção e prevenção das manchas do enxoval a base de algodão.

As Lipases são recomendadas para processos específicos para remoção de óleos e gorduras em excesso, mas somente em casos que o detergente (tensoativos) não são capazes de fazer esta remoção por completo e possibilitar a formação de um filme semelhante às sujeiras de amido. Nestes casos extremos a lipase é recomendada para prevenção e eliminação de manchas.

É importante ressaltar que estas classificações de enzimas são primarias, e existem sub-classificações das enzimas para diferentes aplicações e condições (pH, temperatura, entre outros) para sua utilização.

Relação entre as principais sujeiras e os princípios ativos

Mencionamos já os principais tipos de manchas (Óleos, Vegetais e Gorduras, ceras, graxas minerais, manchas coloridas sensíveis à oxidação, amido, goma e polímeros naturais, poeiras inorgânicas, sangue proteínas e tintas e esmaltes) e também os ativos responsáveis pela remoção das manchas (tensoativos, enzimas, álcalis, oxidantes, solventes).

Entre as enzimas classificamos as principais utilizadas para a utilização em alvejantes e detergentes lava roupa (protease, amilase, celulase e lipase), no qual cada uma é responsável por um substrato ou mancha a ser removida.

Esquematizamos uma relação entre os principais tipos de manchas e agentes ativos responsáveis pela limpeza das fibras têxteis, classificando cada ativo a uma cor:

TENSOATIVOS ALCALIS OXIDANTES ENZIMAS SOLVENTES Óleos Vegetais/ Gorduras Cerosas Óleos / Graxas Minerais Coloridas, sensíveis a Oxi-Redução Amido Gomas e Polímeros Naturais Poeiras Inorgânicas Sangue Proteinas Tintas e Esmaltes

Conclusões e Observações:

Entre os principais substratos causadores de manchas encontrados em nosso dia-a-dia, as enzimas atuam na remoção direta e eficaz em quatro deles, no qual teríamos extrema dificuldade na remoção por princípios ativos.

Os principais substratos são:

  • Amido (provenientes de muitos alimentos)
  • Gomas e Polímeros Naturais (fibras têxteis e resíduos)
  • Sangue e proteínas (manchas comuns provenientes dos usuários e alimentos).

Estas manchas são comuns e de difícil remoção por detergentes e alvejantes convencionais, por este motivo afirmamos que o desempenho dos detergentes e alvejantes enzimáticos é relativamente maior na higiene têxtil, possibilitando maior recuperação das cores dos tecidos (roupas e enxovais em geral).

Recomendamos formuladores de detergentes e alvejantes para lavanderia, que desejam ter produtos de alta performance e valor agregado, desenvolverem formulações enzimáticas.

A Polyorganic dispõe de todo conhecimento técnico e comercial necessário para o desenvolvimento de seu detergente e alvejante enzimático para lavanderia, liquido e em pó. Consulte nossas formulas sugestivas e orientações para obter o melhor rendimento.

Para maiores informações entre em contato pelo chat que está disponível aqui por todo nosso site ou ligue para (011) 5044-4445.

Todo nosso portfólio voltado para linha enzimática encontra-se disponível em na área de produtos.

Reader Interactions

Trackbacks