POLYENZ PR M100

Mananase líquida de alto desempenho, indicada para formulações de detergente e limpadores líquidos.

  • Estável em meio alcalino até pH 11;
  • Essencial para remoção de carboidratos como goma guar, utilizados como espessantes em produtos industrializados como achocolatados, sorvetes, produtos a base de lactose, cosméticos, etc;
  • Remove resíduos invisíveis à base de mananase, fornecendo efeito de limpeza profunda.

O detergente formulado com a linha Polyenz é um produto diferente de outros porque atuamos com enzimas de última geração, proporcionando uma maior resistência química e térmica. Nossas enzimas não são corrosivas, além de ser biodegradável.

Polyenz PR M 100 é uma mananase alcalina para uso em produtos líquidos para lavanderia, além de limpadores detergente para uso domestico e profissional.

As mananases são úteis para remoção de manchas difíceis tais como sorvetes, sobremesas, produtos lácteos, molhos de salada, além de cosméticos como cremes e maquiagem, etc.

Estes produtos muitas vezes contêm gomas de origem vegetal como goma xantana e goma guar. Essas gomas se ligam fortemente às fibras de celulose e atraem partículas do solidas suspensas nas águas de lavagem, devido às suas propriedades adesivas.

Pode também ser um importante aliado no segmento da saúde, pois pode auxiliar o detergente enzimático na limpeza de instrumentos cirúrgicos, na remoção da camada protetora dos micro-organismos que compõe um biofilme bacteriano, pois nesta camada protetora pode existir o substrato mananose, que seria mais facilmente hidrolisado pelos surfactantes.

Dosagem:

A dose recomendada de Polyenz PR M 100 é 22 – 82 WMU por litro de produto para lavagem. A dosagem exata deve ser baseada nas condições de lavagem, formulação e dosagem do detergente e o nível desejado de desempenho.

Formulação e recomendação:

Uso de formiato de sódio ou acido bórico ou borax decahidratado, além de tri-metilglicina e polióis, bem como não-iônico em vez de surfactantes aniônicos tem em geral um efeito positivo sobre a estabilidade da enzima. O uso de solventes hidrofóbicos deve ser evitado.
As mananases, em particular, têm alguma dependência de cálcio; evite o uso de quelantes fortes. Adição de cálcio (exemplo: 0,05 – 0,1% p / p cloreto de cálcio) pode ajudar a estabilizar ainda mais a enzima nas formulações de detergentes.

Reader Interactions