Alvejante em Pó e Detergente Enzimático: Como Fazer e Potencializar

limpadores-alvejantes

Porque Implementar Alvejante em Pó e Detergente Enzimáticos na Minha Linha De Produtos?

O Brasil é maior consumidor de produtos de limpeza da América Latina e o quarto do mundo, segundo o Euromonitor.

De acordo com o instituto, o país atingiu vendas de US$ 7,8 bilhões em 2013, o que equivale a 11,9% do mercado global, que atingiu US$ 154,843 bi.

Além de crescer acima do PIB há mais de 10 anos, alcançando um faturamento superior a R$ 17 bilhões em 2014, o que representa um crescimento de 11%, segundo previsão da Associação Brasileira da Indústria de Produtos de Limpeza e Afins (Abipla), analistas avaliam que o potencial de expansão é dos melhores.

A venda de detergentes para lavar roupas e alvejantes correspondeu cerca de R$ 5 bilhões em 2013, de acordo com a Abipla, registrando crescimento de 16%.

Como Desenvolver um Alvejante em Pó e Detergente Enzimático de Alta Performance

O mercado de tira-manchas no Brasil cresce a cada dia devido ao grande esforço de marketing dos principais players do mercado.

Como os produtos são mais conhecidos nacionalmente, um grande mercado de novos consumidores é garantido nos próximos anos.

Além do crescimento da popularidade dos produtos alvejantes em pó e detergentes enzimáticos, existem muitas vantagens para comercialização do mesmo:

  • Maior poder de limpeza e alvejamento, devido aos polímeros especiais e Enzimas (Protease, Amilase Celulase);
  • Baixa agressividade ao tecido, aumentando o tempo de vida útil da roupa, removendo sujeiras pesadas;
  • Ótima relação de benéfico e custo;
  • Fácil fabricação e manipulação das matérias primas;
  • Produto ecologicamente correto (isento de fosfatos que causam a eutrofização);

Principais Marcas no Mercado

Várias marcas de alvejantes têxteis em pó surgiram após o sucesso de vendas do Vanish.

Abaixo os principais nomes que são encontrados nas gôndolas de supermercados em todo Brasil:

alvejantes

Mercado de Alvejantes Sem Cloro no Brasil em 2008

Ranking

Marca

Companhia

Mkt Share

Vanish

Reckitt Benckiser

61,00%

2

Brilhante

Unilever

27,90%

Semorim

DM

2,00%

Outros

Outros

9,10%

Objetivo

Desenvolver uma formulação de alvejante em pó e detergente enzimático com alto desempenho e competitivo com o mercado nacional atendendo às exigências ecológicas para a Europa e Brasil.

Testes e Metodologias

Os testes com as amostras foram realizados de forma comparativa, ou seja, tendo um padrão como referência da marca líder do mercado brasileiro.

A fim de eliminarmos qualquer tipo de imparcialidade, não indicamos nenhuma das formulações enviadas ao laboratório que realizou os testes na França, nomeando-as como proposta de 1 a 10. A tabela a seguir identificará todas as formulações com suas respectivas variações:

propostas-de-alvejante-em-po-variando-os-componentes
TABELA 1: Propostas de alvejantes em pó variando os componentes

Para determinar a proposta com melhor desempenho, foram realizadas as seguintes analises para algodão liso (comum em roupas), algodão em argolas (comum em toalhas):

  1. Desempenho de lavagem:  Utilizou-se para determinação do desempenho de lavagem, 1 ciclo de 60 minutos, seguindo de 3 enxagues.

O teste de lavagem foi realizado nas seguintes Condições:

  • Temperatura: 25°C
  • Dureza da água: 31°TH, correspondente a medida de dureza da água Brasileira (16-20 gpg), utilizando água de torneira (40°TH) para enxaguar.
  • 1 ciclo = 1 passo de lavagem de 60 min + 3 x 5 min de enxague
  • Dosagem do detergente: 30g para 5kg de tecido sujo
  • Taxa de imersão: 1/32 (Relação peso tecido/ água)
  • Tecido sujo: 3 repetições em cada tecido e sujeira, realizado 12 testes em tecido/lavagem de aproximadamente 23-24kg/ 800ml)

Nomenclaturas:

  • C-S-01 = Sangue em Algodão (CFT)
  • W-10 D = Pigmento/Sebo em Algodão (CFT-WFK)
  • E-104 = Negro de Fumo (Carbon Black) / Óleo de Oliva em Algodão/Poliester (CFT-EMPA)
  • C-BC-03 = Chá em baixas temperaturas em Algodão (CFT)

Para os testes de lavagem os resultados foram obtidos em diferença colorimétrica

∆E = [( ∆L)2+( ∆a)2+( ∆b)2]1/2

L,a,b são medidos no sistema de laboratório Hunter, antes e depois dos ciclos.

  • ∆L = L antes – L depois
  • ∆a = a antes – a depois
  • ∆b = b antes – b depois
  1. Testes de incrustação mineral: Para avaliação dos sais formados (principalmente Cálcio), foi utilizado 1 ciclo de lavagem de 15 minutos no Tergotometer, seguida de 3 enxagues de 5 minutos. A analise foi realizada na temperatura de 25,0°C, dureza de água 31°TH, que corresponde a dureza da água brasileira (16 – 20gpg).

Após a lavagem e o enxague, os tecidos são queimados a temperatura de 800°C para obter as cinzas. Os resultados são calculados seguindo a equação abaixo:

Deposito (%) = ( (m2 – m1) / m0  ) x 100

Onde:

[m0 = Massa da amostra seca]                                                   [m1 = Massa do pote vazio derretido]

[m2 = Massa do pote derretido + Massa das cinzas]

Resultados e discussões 

No teste de Incrustação mineral, para o algodão liso comumente encontrado em roupas, todas as amostras apresentaram resultados satisfatórios com deposito de sais menores que 0,4%, resultado considerado aceitável.

Para o algodão em argola utilizado na confecção de toalhas, que normalmente apresenta maior incrustação de minerais como de cálcio em relação ao algodão liso (isto se deve por sua estrutura), neste caso também foi obtido resultados satisfatórios para todas as amostras, com destaque para as formulas 1,2,3, 5 e 8 que obtiveram valores expressivamente menores que 0,1%.

A seguir gráfico com resultados de incrustação mineral para cada proposta:

Resultados-dos-testes-de-incrustação-mineral
GRÁFICO1: Resultados dos testes de incrustação mineral

Para ambos os tecidos, o melhor resultado foi obtido com a fórmula N°5 contendo Nabion 15, ainda melhor que a referência.

Para o teste de Lavagem os melhores resultados obtidos para remoção de sangue em algodão, foram as formulações contendo Polyenz 8010 (blend de enzimas de Protease, Amilase e Celulase), o que faz sentido devido aos auxílios na remoção da sujeira aos tensoativos e oxidante já presente.

O gráfico a seguir apresenta os resultados de lavagem detalhados, para cada tipo de especificação (tecido X sujidade padrão):

Resultados-dos-testes-de-lavagem
GRÁFICO2: Resultados dos testes de lavagem

A formula N° 8 com Nabion 26 e Polyenz 8010, lidera os melhores resultados em termos de desempenho de lavagem, recuperando a cor do tecido original.

Conclusão 

Em relação à incrustação mineral, o deposito é muito baixo (<0.4%) quando o teste é executado com apenas um ciclo. Entretanto, para ambos os tecidos (Algodão liso e Algodão argola brancos) o melhor resultado é obtido com a formula 5 (Contendo o Nabion 15).

Em relação a performance de lavagem (1 ciclo de 60min + 3 enxaguadas), o melhor resultado obtido foi em sangue envelhecido impregnado no algodão. A formula N°8 com Nabion 26 e Polyenz 8010 lidera os melhores resultados em termos de desempenho de lavagem, e com bons resultados também evitando a incrustação mineral.

Observando as duas performances (incrustação mineral e desempenho de lavagem) a fórmula N°8 , contendo Nabion 26 e Polyenz 8010 como diferencial das demais, apresenta melhor relação de desempenho e competitividade.

Tivemos performance superior em comparação às marcas líderes de mercado na remoção de sujeiras e na recuperação da cor original do tecido.

Nossa fórmula contém o poder do oxigênio ativo, que combinado a outros ingredientes, promove uma incrível remoção de manchas difíceis.

Existem vários testes para comprovar a eficácia de um alvejante, e o mais comum é utilizando os panos padrões com sujidades definidas e medindo o teor de remoção de sujidades após lavagem.

Abaixo um exemplo dos testes para molho, café, sangue e vinho tinto:

teste-de-desempenho-de-alvejante-em-po

As enzimas Polyenz 8010 (Amilase, Protease e Celulase) colaboram significativamente para remoção da sujeira da roupa sem agredir as fibras têxteis.

Aprenda como fazer um alvejante em pó com a fórmula Alvejante em Pó.

Saiba Mais Sobre a Linha PolyEnz

Lançamos na Household 2014 a linha de blends enzimáticos chamada de Linha PolyEnz, produtos de útlima tecnologia voltados para otimizar a performance de seus limpadores, alvejante em pó e detergentes enzimático.

Como provado nos testes acima, as enzimas atuam na degradação de moléculas complexas através de processos bioquímicos, facilitando a remoção de diversos tipos de sujidades.

As mais utilizadas nos detergentes enzimáticos são a amilase, protease e celulase, sendo a protease a mais importante.

Entre em contato com o nosso suporte técnico ou atendimento comercial para amostras e mais informações.

Reader Interactions

Trackbacks